permalink trackback comments feed

Recrutadores de grandes empresas citam as principais gafes de quem busca um emprego. Ao iniciar a procura por um novo ou primeiro emprego, muitos são os conselhos sobre como montar o currículo ideal. Para dificultar a situação, quando se pesquisa na internet um modelo padrão, aparecem inúmeras opções.

Quais são os 10 erros mais frequentes no currículo?

Fonte: http://economia.ig.com.br/carreiras/2013-10-19/os-10-erros-mais-frequentes-no-curriculo.html

permalink trackback comments feed

Há uma diferença ente B “MAIÚSCULO” e b “minúsculo”.

GB é diferente de Gb.

GB = Giga Byte
Gb = Giga bit

——————–
1 Bit (b) = 1 bit (b), que pode ser 1 ou 0
1 Byte (B) = 8 bits (b)
——————–
1 Kilobite (Kb) = 1000 bits (b)
1 Kilobyte (KB) = 1024 bytes (B)
——————–
1 Megabit (Mb) = 1000 Kilobits
1 Megabyte (MB) = 1024 Kilobyte
——————–
1 Gigabit (Gb) = 1000 Megabits
1 Gigabyte (GB) = 1024 Megabites
——————–

O correto então seria informar por exemplo que o HD é de 80 “Gb” e não em “GB” pois 1 Gb = 1.000 Megabits = 1.000.000 Kilobits = 1.000.000.000 Bits que é diferente de 1 GB = 1024 MegaBytes = 1.048.576 KiloBytes = 1.073.741.824 Bytes.

Se o HD é de 80 (Gb)
80 * 1000) = 80.000 Megabits (Mb)
Então:
80.000(Mb) / 1024 = ~78 GigaBytes (GB)

permalink trackback comments feed

A IBM Brazil está contratando profissionais que conheçam SAP.
Se você, se encaixa em umas das vagas abaixo, entre em contato comigo para eu encaminhar seu CV para a IBM.

permalink trackback comments feed

Kleber Carvalho a travaillé en tant qu’ingénieur logiciel et architecte logiciel. Il a étudié Java depuis 1997 qui est sa principale langue de programmation, mais il est également intéressant dans le langage de programmation d’autres tels que ANSI C / C++ Ruby, Objet C, PHP et Python.
Kleber Carvalho a travaillé avec des technologies telles que HTML, XML, CSS, JavaScript, script shell bash / ksh et a travaillé avec la base de données via DB2, Oracle DB, MySQL DB, Derby et HSQLDB, mais son accent est mis SQL en tant que développeur.
Kleber Carvalho a développé des applications mobiles pour Android et iOS.

permalink trackback comments feed

Kleber Carvalho ha trabajado como ingeniero de software y arquitectura de software. Ha realizado estudios de Java desde el año 1997, que es su principal lenguaje de programación, pero también es interesante en el lenguaje de programación a otros como ANSI C / C++, C Objeto, PHP, Ruby y Python.
Kleber Carvalho ha trabajado con tecnologías como: HTML, XML, CSS, JavaScript, bash ShellScript / ksh y trabajó con la base de datos a través de DB2, DB Oracle, base de datos MySQL, Derby y HSQLDB, pero su enfoque es SQL Developer.
Kleber Carvalho ha desarrollado aplicaciones móviles para Android y iOS.

permalink trackback comments feed

Kleber Carvalho has been working as a software engineer and software architect. He has studied Java since 1997 which is his main programing language, but he is also interesting in others programming language such as ANSI C/C++, Object C, PHP, Ruby and Python.
Kleber Carvalho has worked with technologies such as: HTML, XML, CSS, JavaScript, ShellScript bash/ksh and worked with database through DB2, Oracle DB, MySQL DB, Derby and HSQLDB , but his focus is SQL as developer.
Kleber Carvalho has developed mobile applications for Android and iOS.

- I am graduated in Computer Science, in the year 2000.

- I have Lato Sensu post-graduation with the title of ” Java and Java Enterprise Edition Architecture Specialist “, in the year 2002.

- I have MBA with the title of “High Availability in Enterprise Architecture”, in the year 2010. This particular MBA was interesting because IBM tailored this course along with its major banking customer in Brazil. The course goal was study all IBM Architecture Servers such as IBM System x, IBM System p, IBM System i and IBM System z architecture.

- I have more than 12 year working Java technology. In 2005 I started to work for IBM as Senior Developer, and since 2008 I have worked as an Application Architect, where I am responsible to provide application development, technical leadership, support and Life Cycle Management for the most important IBM internal applications.

- I am member of GBS AS Brazil Web Technologies CoC, where I am responsible for interview candidates who have Web developing, Web Architecture and Mobile developing skill to work on IBM Brazil.

- I am an IBM Academic Ambassador, helping IBM Academic Initiative Brazil, working to create a maintain a link between IBM and Universities, spreading IBM technology in the Academic environment.

- I am doing Master Degree in Computer Science, in Federal University of São Carlos (UFSCar), on going. My major study area are Mobile and Cloud Computing.

- I’m a translator and technical reviewer for software development books which are translated to Portuguese. I worked on 17 books translated to Brazil, the last 4 books that I worked, 2 books are related to Mobile developing regarding Android, IOS and Web
Mobile developing.

- Struts in Action
- Linux Power Tools,
- Linux Kernel Development
- JavaServer Faces Programming
- EJB Cookbook
- How Tomcat works
- Hibernate in Action
- The UML Reference Manual
- J2EE Tutorial 1.4
- Core Servlets & JavaServer Pages (2nd Edition)
- Building Web Services with Java: Making Sense of XML, SOAP, WSDL, and UDDI (2nd Edition)
- The Essential Guide to HTML5: Using Games to learn HTML5
- Pro Android Web Apps Develop for Android Using HTML5, CSS3 & JavaScript
- iOS 4 in Action: Examples and Solutions for iPhone & iPad
- Learning JavaScript

permalink trackback comments feed

Meu nome é Kleber Carvalho. Nasci em Sorocaba no ano de 1979. Fiz a pré escola no PENSO 1, na Vila Hortência, aquela pré escola que fica perto de Zoológico Quinzinho de Barros (Sorocabanos devem conhecer).

Estudei no SESI 023, aquele que ficava perto do Ginásio de Esportes de Sorocaba, da primeira até a oitava série (Sorocabanos devem conhecer também).

No ano de 1994 inicie o colegial na OSE (Organização Sorocaba de Ensino), colégio Técnico em Processamento de Dados. Colégio técnico que meu deu os primeiros passos na carreira que sigo até hoje, a de Programador de Software. Foi lá que aprendi a programar em BASIC e Clipper. No mesmo ano de 1994, iniciei o curso profissionalizante de Eletricista de Manutenção no SENAI Sorocaba, aquele que fica na Santa Rosalia (Sorocabanos devem conhecer também). No SENAI estudei 1 semestre de Instalação residencial, 1 semestre em enrolamento de Motor, 1 semestre de Comandos Elétricos. A carreira de eletricista eu não segui, pois ao termino de 1 ano e meio no SENAI, trabalhei 1 ano como eletricista de manutenção e também já iniciei meu estágio na area de processamento de dados, mas o conhecimento em elétrica foi muito útil mais tarde quando estudei Ciência da Computação.

No ano de 1996, em Agosto tive que escolher entre trabalhar ou estudar. A empresa no qual eu trabalhava na época, fez com que eu perdesse 2 semanas de aula, coisa que eu odiava, afinal de contas sempre gostei de estudar. Faltavam seis meses para eu entrar na faculdade, eu fazia colegial técnico, trabalhava, e ainda precisa estar preparado para a faculdade que gostaria de prestar. Eu queria passar em Ciência da Computação.

Como não havia Ciência da Computação em Sorocaba, fui estudar em Piracicaba na UNIMEP. No ano de 1997, iniciei a faculdade e a situação financeira não era das boas. Faculdade é caro, e meu curso inicialmente não me deixa trabalhar. No mesmo ano percebi que precisava entrar em um curso de inglês, foi neste mesmo ano que comecei a estudar inglês na PBF em Sorocaba. Isso mesmo, eu morava em Sorocaba, e viajava todos os dias para Piracicaba. Naquela época existiam apenas a FACENS e a UNISO em Sorocaba. A UNISO tinha 3 ou 4 cursos e o curso de Ciência da Computação mas perto era em Piracicaba. Muitas pessoas de Sorocaba estudavam na UNIMEP pela falta de cursos universitários em Sorocaba.

Foram anos difíceis, pois minha mãe teve alugar sua própria casa para pagar minha faculdade. Fomos morar 1 ano com meu Vô na Vila Haro, e 2 anos com minha tia Ivone também na Vila Hortência.

Até o final de 1999 eu morava com minha tia e viajava todo dia para Piracicaba. Trabalhava como monitor da faculdade de algumas máterias do curso de Ciência da Computação, Analise de Sistemas e Tecnologia em Processamento de Dados. Ou seja, quando alguns alunos tinham alguma dúvida referente as materias no qual eu era monitor eu ajudava. Também participei de um projeto científico pela FAPESP e a UFSCar, relacionado a programação paralela usando linguagem ANSI C em ambiente Linux e Solaris.

No ano de 2000 me mudei para Piracicaba, e já conseguia tempo para trabalhar. Inicie meu estágio na area de desenvolvimento Web. Lá trabalhei com HTML, XML e Java (JSP/Servets). Também trabalhei com Banco de Dados SQL Server, Oracle DB e MySQL. Eu trabalhei no ZAZ de Piraciba como desenvolvedor Web, ou seja foi lá que dei meus primeiros passos profissionais na area de desenvolvimento Web. O ZAZ mais tarde se tornaria o que conhecemos por Terra, ou seja lá aprendi muito da base que uso hoje na minha carreira.

permalink trackback comments feed

Bem legal esse vídeo, não conhecia a história da FedEx.

Fedex investe em novos mercados para crescer

Resumi os pontos mais legais.

Em meados da década de 60, quando estudava na Universidade, ele escreveu uma tese sobre as dificuldade logísticas que as empresas na época enfrentavam e a solução para resolver o problema: “A criação de um compania de entrega expressa”. O projeto ganhou nota C do professor, mas isso não desanimo ele que decidiu seguir em frente com a ideia inovadora.

Teve a ideia e planejou na universidade, mas só conseguiu captar US$18M e mais 14 aviões com 28 anos, mas a empresa não deu lucro, era Abril de 1976, exatamente o ano da crise do petróleo.

Nos 2 primeiro anos de vida da empresa perdeu US$29M, mas somente em 1975 veio o primeiro resultado positivo.

Qual o diferencial da empresa hoje, umas maiores do mundo? Tecnologia da Informação.

permalink trackback comments feed

A análise técnica, conhecida também como análise gráfica, se baseia no estudo do histórico da ação. Nela o investidor deve analisar o gráfico do papel e encontrar padrões. Esse padrões indicam uma boa hora para compra e venda.

São muitos os padrões que essa escola usa, entre elas, o IFR (Índice de Força Relativa), a média móvel, o canal de suporte e resistência.

A análise técnica é amplamente utilizada pois é relativamente fácil de aplicar. Existem inúmeros programas que analisam o histórico do papel, varrem ele em busca de padrões e indicam se é um bom momento para movimentá-lo.

Fonte:

http://www.investidorjovem.com.br/analise-fundamentalista-x-analise-tecnica

http://www.investopedia.com/video/play/fundamental-versus-technical-analysis#axzz25cBpEKQ6

 

permalink trackback comments feed

Análise fundamentalista

A análise fundamentalista (Fundamental Analysis) baseia-se em analisar o valor intrínseco da empresa, em achar o seu preço justo. Essa escola usa como pilar a análise de lucro, faturamento, preço de mercado, perspectiva do setor, sazonalidade, etc.

Essa método demanda tempo e estudo do investidor. É necessário que ele aprenda a entender muitos indicadores e conceitos (P/L, P/VPA, EBIDITA, lucro, ativo, endividamento, sazonalidade), acompanhar notícias sobre a empresa, saber se o setor em que ela atua é promissor, identificar se é uma empresa sadia, que possiu bons líderes, etc.

Esse processo para achar o valor da empresa é chamado de Valuation e ao fazer a análise de todos esses indicadores, você terá informações suficientes para saber se é uma boa hora para comprar ações.

Fonte:

http://www.investidorjovem.com.br/analise-fundamentalista-x-analise-tecnica

http://www.investopedia.com/video/play/understanding-fundamental-analysis#axzz25cBpEKQ6

 

Next Page »